Mendes diz que apoiará França para resgatar Cuiabá de “antro de corrupção”

18 de setembro de 2020
3a873c7a96a32671fee883ed559be064.jpg

O governador Mauro Mendes (DEM) disparou novamente duras críticas ao pré-candidato e prefeito de Cuiabá Emanuel Pinheiro (MDB) durante cumprimento de agenda, na manhã desta sexta-feira (18) em Sinop (a 390 km de Cuiabá). Já em tom de campanha, o democrata citou que apoiará Roberto França (Patriota) na disputa pelo Palácio Alencastro, pois ele teria “condições de resgatar Cuiabá daquele antro de corrupção”.

MENDES.jpg

À imprensa, Mendes citou diversas investigações de corrupção que envolvem o emedebista diante da delação premiada do ex-governador Silval Barbosa (sem partido), na qual foi revelada um esquema de corrupção na Assembleia Legislativa, enquanto Pinheiro era deputado estadual.

“Um cara que tem um histórico de corrupção associado a seu nome, o Emanuel Pinheiro, com três secretários afastados por corrupção, com um monte de esquema sendo investigado pelo Ministério Público”, disse durante inauguração de uma usina de etanol no município de Sinop, ao lado do presidente da República, Jair Bolsonaro.

De acordo com governador, “é uma pena que a justiça tem um tempo lento para formar um conjunto probatório, mas eu não tenho dúvida que o fim de Emanuel Pinheiro será igual ou pior que de Silval Barbosa”, completou.

De corpo e alma na campanha de França

Diferente de Pinheiro, Mendes não economizou elogios ao pré-candidato a prefeito de Cuiabá, o apresentar Roberto França, no qual terá seu apoio político. As eleições municipais serão em 15 e 29 de novembro, sendo primeiro e segundo turno, respectivamente.

Na terça-feira (15), o grupo político de Mendes recuou de lançar a candidatura do presidente estadual da sigla, Fábio Garcia, para apoiar o projeto de eleição do ex-prefeito da Capital Roberto França (Patriota).

“Ele já foi prefeito de Cuiabá tem um histórico de honestidade diferente do que tem lá hoje. É um bom nome para enfrentar, derrotar e fazer com que Cuiabá volte a ter uma gestão honesta e que trabalhe para o povo e não para arranhar recursos para alguns agentes públicos”, pontuou.

Mendes explicou que o recuo de lançar Garcia era devido à pouca expressividade pelo pouco período eleitoral de campanha. “A campanha é muito curta, praticamente de 30 dias, seria muito pouco tempo para ele [Garcia] se apresentar e levar eleição para o segundo turno. Vou trabalhar por França, pois acredito que ele tem condições de resgatar Cuiabá daquele antro de corrupção”, finaliza.

 

 

Fonte: https://www.hnt.com.br/politica/mendes-diz-que-apoiara-franca-para-resgatar-cuiaba-de-antro-de-corrupcao/186113

Curtir isso:

%d blogueiros gostam disto: