Dívidas de campanha de candidatos ao Senado somam R$ 1,6 mi

Sem BANNER

9 de dezembro de 20201min
050aa3154bd7d0ecb0a973022462cf11

Cinco dos 11 candidatos ao Senado na eleição suplementar que ocorreu no último dia 15 de novembro gastaram mais do que arrecadaram durante a campanha, segundo prestação de contas feitas à Justiça Eleitoral. Somadas, as dívidas chegam a R$ 1,6 milhão.

Saíram da eleição com saldo negativo os candidatos derrotados Coronel Fernanda (Patriota), num total de R$ 526,2 mil; Euclides Ribeiro (Avante), com R$ 516,9 mil; Nilson Leitão (PSDB), com R$ 288,4 ml; Pedro Taques (SD), com dívida de 174,8 mil; e Valdir Barranco (PT), com R$ 100 mil.

O levantamento foi feito pela coluna junto ao DivulgaCand, sistema do Tribunal Superior Eleitoral (TSE) alimentado pelos próprios candidatos. A eleição encerrou com a vitória do senador interino Carlos Fávaro (PSD).

travoltajunior



Sobre Nós

CNPJ: 35.582.297/0001-25

Jornalista Responsável

José Maria do nascimento

DRT: 0002633/MT


Contato

Ligue para nós



Mais Lidas

23 de abril de 2021

Dívidas de campanha de candidatos ao Senado somam R$ 1,6 mi

23 de abril de 2021

Dívidas de campanha de candidatos ao Senado somam R$ 1,6 mi

22 de abril de 2021

Dívidas de campanha de candidatos ao Senado somam R$ 1,6 mi