MPE denuncia ex-secretários de MT, procurador e empresários

22 de janeiro de 20215min
16920dd0d3bab4192d003118e402c751

Dono da Geosolo Engenharia teria dado R$ 900 mil em propina a ex-gestores do governo Silval Barbosa

O Ministério Público Estadual denunciou os ex-secretários de Estado Pedro Nadaf e César Roberto Zílio pela acusação de corrupção e lavagem de dinheiro. Além deles, outras quatro pessoas também foram acusadas pelos mesmos delitos.

 

A informação foi divulgada nesta quinta-feira (21) pelo site Folhamax.

 

A ação diz respeito a fatos ocorridos 2013, na gestão do ex-governador Silval Barbosa, quando Nadaf ocupava a Pasta da Indústria e Comércio e Zílio a de Administração.

 

De acordo com o MPE, os fatos envolvem o suposto pagamento de uma propina de R$ 900 mil feito pelo empresário José Mura Júnior para que sua empresa, a Geosolo Engenharia, Planejaemento e Consultoria, conseguisse receber da Secretaria de Estado de Transporte e Pavimentação Urbana uma dívida R$ 1,8 milhão de restos de obras que havia executado.

 

Também foram denunciados o procurador aposentado Francisco Gomes de Andrade Filho, o “Chico Lima”, e os empresários José Augusto Mura, José Mura Júnior e Eder Augusto Pinheiro.

Delação

 

O esquema veio à tona após o empresário Filinto Müller ter revelado detalhes em sua delação premiada,  o que levou à instauração de um inquérito policial.

 

No inquérito, cinco pessoas foram indiciadas, incluindo o delator.

 

Porém, o MPE apurou que a Geosolo havia prestado serviços à Secretaria de Estado de Transporte e Pavimentação Urbana e para receber o restante, o empresário José Mura teria pago uma propina de R$ 900 mil ao procurador Chico Lima para que ele emitisse parecer favorável no processo administrativo que autorizaria o Estado a pagar a empresa.

 

Segundo o Ministério Público, os denunciados ocultaram a natureza e origem dos R$ 900 mil.

 

Conforme a acusação, os R$ 900 mil foram repassados pela empresa P.A Mura Náutica-ME para a SF Assessoria e Organização de Eventos, pertencente a Filinto Müller.

 

“Dessa maneira, os fatos estão amplamente demonstrados no sentido de que o denunciado ‘Chico Lima’, por meio da empresa SF Assessoria E Organização de Eventos, recebeu o montante de R$ 900 mil, por conta de pagamento do Governo à empresa Geosolo, no valor de R$ 1.861.232,38 milhão”, diz a ação.

 

De acordo com a denúncia, a empresa de Mura Júnior, ao receber o valor dos restos de obras do Governo, teria que repassar 50% do pagamento ao procurador Chico Lima, totalizando R$ 900 mil.

 

“O colaborador Filinto Müller afirmou ter repassado a maior parte do valor de R$ 900 mil supramencionado a ‘Chico Lima’ por meio de cheques, pagamentos de títulos e transferências bancárias, esclarecendo que entregava os cheques sempre preenchidos e devidamente assinados para que ‘Chico Lima’ efetuasse pagamentos conforme necessitava”, diz a denúncia.

 

No caso do empresário Eder Pinheiro Taques, o Ministério Público afirma que sua empresa, a Orion Turismo Ltda, também recebeu dinheiro da SF Assessoria, sendo beneficiária R$ 246,6 mil. “Ademais, também foi demonstrado relação entre a empresa Orion e “Chico Lima”, e também com sua esposa Carla Lima, por meio de movimentações financeiras ocorridas entre os anos de 2013 e 2015, onde o casal recebeu da empresa Orion o valor total de R$ 91 mil”, diz trecho da acusação.

“Fica nítido o envolvimento do denunciado Eder Auguto com Chico Lima, pois tanto recebeu valores destinados a Chico Lima, por meio da empresa SF Assessoria, como enviou valores a Chico Lima e tambpem a Carla Maria (esposa de Chico Lima), em situações diversas dentre os anos de 2013 e 2015, usando sempre para tais movimentações financeiras a empresa Orion Turismo Ltda”, diz a denúncia.

Fonte: Folhamax

travoltajunior


Deixe uma resposta


Sobre Nós

CNPJ: 35.582.297/0001-25

Jornalista Responsável

José Maria do nascimento

DRT: 0002633/MT


Contato

Ligue para nós



Mais Lidas

1 de março de 2021

MPE denuncia ex-secretários de MT, procurador e empresários

1 de março de 2021

MPE denuncia ex-secretários de MT, procurador e empresários

1 de março de 2021

MPE denuncia ex-secretários de MT, procurador e empresários