Botelho defende voto secreto e chama projeto de Wilson de “sem futuro”

16 de fevereiro de 20212min
1ea0efbda95fb542b4313dd9b45e84a7

O presidente da Assembleia Legislativa de Mato Grosso (ALMT), deputado Eduardo Botelho (DEM), defendeu a continuidade do voto secreto na Casa como a oportunidade para os parlamentares expressarem sua vontade livre das pressões, embora reconheça que o deputado Wilson Santos (PSDB) está no direito dele de apresentar o projeto.

“Vejo esse projeto dele [Wilson] como um projeto sem futuro, porque o voto é uma oportunidade para o deputado expressar a sua vontade livre das pressões. Inclusive, para a derrubada de veto do Governo”, disse Botelho à imprensa reforçando que acha que o voto de derrubada de veto, de contas de governo e de poderes tem que ser secreto”.

Na última semana, após votação do veto do Governo ao Projeto de Lei Complementar nº 36/2020, que colocava fim ao desconto de 14% a aposentados e pensionistas do Estado, e foi mantida por maioria na AL, o deputado Wilson Santos (PSDB) disse que vai apresentar uma proposta pelo fim do voto secreto.

Botelho esclareceu ainda que o projeto do voto secreto “tem o intuito de dar força à minoria. Às vezes, a oposição tem poucos votos aqui dentro e consegue derrubar veto. Então, esse foi um caso, mas tem muitos vetos aqui que foram derrubados, que se não fosse secreto não derrubaria”.

Por fim, ele assegurou que o voto é totalmente secreto, que não tem como ocorrer vazamentos e que nem mesmo ele sabe como cada deputado votou.

Imagem: Fablício Rodrigues/ALMT

Fonte: https://www.reportermt.com.br/poderes/botelho-defende-voto-secreto-e-chama-projeto-de-wilson-de-sem-futuro/131439

travoltajunior


Deixe uma resposta


Sobre Nós

CNPJ: 35.582.297/0001-25

Jornalista Responsável

José Maria do nascimento

DRT: 0002633/MT


Contato

Ligue para nós



Mais Lidas

9 de março de 2021

Botelho defende voto secreto e chama projeto de Wilson de “sem futuro”

8 de março de 2021

Botelho defende voto secreto e chama projeto de Wilson de “sem futuro”

5 de março de 2021

Botelho defende voto secreto e chama projeto de Wilson de “sem futuro”