Adolescente oferece programa, degola cliente e foge com R$300

24 de fevereiro de 20213min
579c41746924745ac801ca8006111196.jpg

A Polícia Militar (PM) identificou uma garota de programa de 17 anos, nome não divulgado, como a executora do comerciante Aécio Ribeiro da Silva, 66 anos, na madrugada do último domino (21) no município de Alto Paraguai (218 km da Capital).

De acordo com as primeiras informações, a adolescente foi presa apreendida na madrugada dessa segunda-feira (22), em Diamantino (76 km de Alto Paraguai), junto de um comparsa de 21 anos, que seria seu marido.

A acusada confessou o crime e em depoimento relatou os fatos.

De acordo com a assassina, ela chegou ao bar da vítima na noite de sábado (20), onde conversou com o Sr. Ribeiro, disse que precisava de dinheiro e ofereceu o programa sexual.

O idoso aceitou, pediu que a garota entrasse e aguardasse até que fechasse o estabelecimento.

Pouco tempo depois, Ribeiro fechou o bar, foi para casa e jantou. Em seguida, pediu que a menor aguardasse por pelo menos duas horas para que realizassem o programa. A garota concordou, os dois ficaram deitados na cama, porém, o comerciante pegou no sono.

A adolescente se aproveitou da situação, levantou e foi até à cozinha, onde se armou com uma faca tipo ‘peixeira’ e cortou o pescoço do idoso.

Após o golpe, a vítima, gravemente ferida, acordou e chegou a perguntar se a adolescente queria o matar, mas instantes depois morreu.

A menor colocou a faca na mão do idoso, tentando simular um suicídio, mas como estava muito nervosa, escorregou na poça de sangue no chão, saiu espalhando pela casa todo até o bar, onde roubou cerca de R$ 300.

Depois fugiu da casa da vítima pulando o muro e foi encontrar com o marido em uma quitinete.

O corpo de Ribeiro foi encontrado por um vizinho, de quem o idoso alugava o bar, que comunicou o ‘encontro de cadáver’ à polícia.

Durante as buscas, informações de testemunhas e perícia do local fizeram com que a PM chegasse ao casal.

Após a prisão, a garota relatou ainda que ateou fogo nas roupas que usou no dia dos fatos.

Por se tratar de crime cometido por menor de idade, o Delegado acionou o Conselho Tutelar para acompanhar os procedimentos na unidade policial, onde o casal foi ouvido pelo delegado e colocado à disposição da Justiça e vai responder por latrocínio, roubo seguido de morte.

Imagem: Reprodução

Fonte:


Sobre Nós

CNPJ: 35.582.297/0001-25

Jornalista Responsável

José Maria do nascimento

DRT: 0002633/MT


Contato

Ligue para nós



Mais Lidas

13 de abril de 2021

Adolescente oferece programa, degola cliente e foge com R$300

13 de abril de 2021

Adolescente oferece programa, degola cliente e foge com R$300

13 de abril de 2021

Adolescente oferece programa, degola cliente e foge com R$300