Botelho: Não tem que ter mais diálogo, agora é cumprir ordem judicial e ampliar auxílios

Sem BANNER

31 de março de 20212min
1fd7daf180554450414c2dd29f817e8d.jpg

O deputado estadual Eduardo Botelho (DEM) comentou, nesta terça-feira (30), a postura do prefeito de Cuiabá, Emanuel Pinheiro (MDB), em resistir à decisão judicial que obriga as cidades, entre elas a Capital, com maior risco de contágio da covid-19, a decretar pelo menos dez dias de lockdown para conter o avanço da pandemia.

O ex-presidente da Assembleia ainda ressaltou que agora a prioridade é buscar mais auxílio para os pequenos empresários, donos de bar, restaurante e eventos em geral, que estão enfrentando muitas dificuldades para manter seus negócios.

Questionado sobre a possibilidade de diálogo com Emanuel, já que a Assembleia e o prefeito sempre tiveram um bom relacionamento, Botelho disse:

“Não tem mais que ter diálogo, agora tem que cumprir a determinação judicial. Todos os prefeitos têm que cumprir, decisão judicial é para cumprir”.

O parlamentar emendou dizendo que agora é hora de estudar formas de ampliar os auxílios estaduais aos pequenos empresários para dar um fôlego à economia e salvar empregos, pois, os setores de bar, restaurante e eventos foram os que mais sofreram até o momento e continuam sendo os prejudicados.

“O que nós temos que estudar é mais auxílio para os bares, restaurantes, segmento de eventos, por que vão sofrer muito. Já sofreram e agora vão sofrer muito mais. Por isso vamos precisar pensar e buscar junto ao governador mais formas de auxílio para esses setores. Tem a questão dos pequenos empresários que não estão conseguindo arcar com seus compromissos financeiros, tem dois ou três funcionários e não estão conseguindo pagar, então temos que discutir tudo isso”.

Imagem: Reprodução

Acessoria


Sobre Nós

CNPJ: 35.582.297/0001-25

Jornalista Responsável

José Maria do nascimento

DRT: 0002633/MT


Contato

Ligue para nós



Mais Lidas

23 de abril de 2021

Botelho: Não tem que ter mais diálogo, agora é cumprir ordem judicial e ampliar auxílios

23 de abril de 2021

Botelho: Não tem que ter mais diálogo, agora é cumprir ordem judicial e ampliar auxílios

22 de abril de 2021

Botelho: Não tem que ter mais diálogo, agora é cumprir ordem judicial e ampliar auxílios