Saúde bucal: prevenir é o melhor caminho

13 á 20 – Banner Secundario – CAMARA DE CUIABÁ

O nosso corpo está interligado por diversos sistemas e quando um desse está afetado, significa que o estado de saúde geral do indivíduo pode ser comprometido. Quando falamos de saúde bucal, devemos saber que o assunto vai muito além de aparência, estamos falando da saúde de um sistema responsável por funções importantíssimas em nossas vidas, como a nutrição, a autoestima e até mesmo a fonética.

A prevenção além de se tratar de um meio mais econômico, evitará desconforto e mal-estar, por isso temos que nos conscientizar sobre a importância da higienização oral, e outros métodos preventivos, para que a nossa saúde bucal não seja afetada.

Desde a primeira fase da vida, antes mesmo do nascimento dos primeiros dentinhos, é necessário a higienização, pois, não se trata de um cuidado apenas com o elemento dental. Aos responsáveis, é recomendado a higienização bucal desde os primeiros meses de vida de seu filho. A gengiva e a língua devem ser limpas com gazes, ou até mesmo fraldas umedecidas ao menos duas vezes ao dia.

Após o início da erupção dos dentes de leite, o uso de escovas macias e cremes dentais com no mínimo 1000ppm de flúor (certificar na embalagem da pasta) é essencial, a quantidade deverá ser semelhante a um grão de arroz cru. Os pais podem estimular os seus filhos ao escovarem os seus próprios dentes com o bebê no colo, e deixá-los brincar com a escova no início da escovação, isso poderá ajudar no processo de familiarização.

A partir do momento em que se tem um hospedeiro (dente), a suscetibilidade ao desenvolvimento da doença que mais acomete a saúde bucal está presente. A cárie dentária é uma das doenças mais prevalentes do mundo, e devemos entender que esta é uma doença multifatorial, e que se desenvolve a partir do momento em que temos a junção de três fatores, são eles o hospedeiro (dente), o micro-organismo (bactéria específica) e o substrato (alimentos ricos em carboidratos, como por exemplo o açúcar).

Ao realizar a escovação dental, estamos removendo mecanicamente os resíduos alimentares de nossa dieta, a partir do momento em que conseguimos realizar uma boa higienização e remover todos os restos alimentares de nossa boca, um dos fatores de desenvolvimento da cárie estará ausente, pois, as bactérias não terá o substrato para realizar a fermentação, o que levaria a diminuição do pH, tornando o meio ácido e acarretando a desmineralização do dente e sua cavitação.

Conhecendo o desenvolvimento da cárie, podemos entender dois importantes meios de prevenção para a doença, que é o cuidado com o excesso de alimentos ricos em carboidratos e a higienização após cada refeição. Vale ressaltar que, é responsabilidade dos pais ter o cuidado da alimentação e higienização dos seus filhos, já que estes não possuem consciência disso.

Em relação à escolha da escova dental é preferível sempre as que possuem cerdas macias e cabeças pequenas, os cremes dentais para adultos devem conter no mínimo 1200ppm e ser utilizado em quantidade semelhante a um grão de ervilha. A boa higienização não é aquela feita com força excessiva, pois isso poderá prejudicar a saúde da gengiva, é necessário a técnica correta com movimentos circulares nas áreas da frente do dente, movimento de vai e vem na região de mastigação e pela parte voltada para a língua e palato (céu da boca) o movimento seria parecido ao de vassoura, como se estivesse varrendo os dentes, da mesma forma para higienizar a língua. Para finalizar o uso do fio dental é obrigatório, pois é ele que removerá qualquer alimento que ainda permaneça entre os dentes.. Tudo isso deverá ser feito após cada refeição ou no mínimo 3 vezes ao dia.

Em relação aos enxaguantes bucais, estudos apontam que o seu uso diário pode agredir a mucosa oral, não sendo então recomendado, ou se ainda preferir poderá ser utilizado por no máximo 2 vezes na semana.

Aos pacientes que utilizam próteses e que ainda possuem dentes deverão manter os mesmos cuidados, removendo a prótese para higienizá-la e fazer higienização dental da mesma forma. Os pacientes que utilizam prótese total devem escovar-lá, e ainda limpar bem a gengiva, o céu da boca e a língua. É recomendado durante a noite dormir sem a prótese, deixando-a dentro de um copo com água e bicarbonato. A troca da prótese é indicada a cada 5 anos de uso.

Além do autocuidado, é sempre importante a visita ao dentista para um exame de rotina com intervalos de 6 meses, para que se tenha um diagnóstico precoce de qualquer doença. O autoexame também se faz fundamental, devemos sempre estar atentos e observar as regiões de língua e tecidos moles e qualquer sinal de feridas que durarem por um período maior que 2 semanas é indispensável uma consulta odontológica para a avaliação de um profissional cirurgião-dentista.

Dr. Andressa Lima é cirurgiã-dentista…

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.