Gabigol fica ou sai? Saiba quais os planos do Flamengo para o atacante afastado

Fonte: Gazeta Digital, créditos da imagem: Alexandre Vidal/Flamengo

O futuro de Gabigol no Flamengo segue indefinido. Afastado do jogo contra o Cruzeiro, no último domingo, o atacante pode ser negociado pela diretoria rubro-negra já na próxima janela de transferência.

Ídolo da torcida, o camisa 99 tem contrato com o Flamengo até dezembro e a renovação está cada vez mais distante. A última proposta não agradou o estafe de Gabigol, que revelou estar buscando um novo clube para o atacante.

O vice-presidente de futebol do Flamengo, Marcos Braz, explicou a ausência de Gabigol na partida válida pela 13ª rodada do Brasileirão.

O atacante não pode defender outro clube no campeonato se fizer sete jogos com a camisa rubro-negra. Até aqui, ele foi acionado por Tite em cinco oportunidades.

“O Flamengo preferiu afastar o Gabriel depois. A gente teve uma longa conversa após a entrevista que ele deu, e entendemos que o Gabriel conta com cinco jogos já feitos aqui.

Se ele jogasse hoje (domingo), já não poderia mais sequer viajar com o clube caso quisesse ou tivesse alguma proposta do futebol brasileiro. A gente fez essa opção, já que o empresário também disse que queria ouvir e procurar alguns caminhos novos. Vamos aguardar”, disse Marcos Braz.

A situação de Gabigol com o Flamengo vem sendo monitorada por alguns clubes, como o Palmeiras. Embora não tenha recebido nenhuma proposta oficial, a diretoria rubro-negra só vai negociar o atacante se houver uma compensação financeira.

“O Gabriel só sai agora se tiver uma compensação financeira para o Flamengo. Se não tiver uma compensação financeira para o Flamengo, que a gente entenda ser plausível, que seja dentro das nossas análises um bom negócio para o Flamengo, ele vai ficar até o final. Fica aqui, vai exercer o direito dele de ficar até o final, a gente também”, afirmou o dirigente.

Ídolo da torcida rubro-negra, Gabigol está no Flamengo desde 2019. Foram 156 gols em 286 partidas neste período, além da conquista de 12 títulos: duas Libertadores, dois Brasileiros, duas Supercopas do Brasil, uma Copa do Brasil, uma Recopa Sul-Americana e quatro estaduais.

Comentários estão fechados.