Parceria entre Prefeitura e SEBRAE resulta em capacitação para fomentar economia de Leverger

- Publicidade -

“Pró-Pantanal”, é o resultado da parceria firmada, entre a Prefeitura de Santo Antônio de Leverger com o SEBRAE, para alancar a economia local, focado na preservação do bioma do Pantanal Matogrossense e Sul Matogrossense.

Ao todo, sete cidades do estado de Mato Grosso, foram contemplados com o Projeto, entre elas estão, Santo Antônio de Leverger, Barão de Melgaço, Poconé, Nossa Senhora do Livramento, Cáceres, Itiquira e Lambari D’Oeste, que estarão sendo monitorados por três anos pela Instituição, com o objetivo de tratar da gestão sustentável, capacitando os pequenos e médios empresários, para atender as demandas do turismo no município.

Tentando novos métodos de recuperação do bioma do Pantanal, a coordenadora do Projeto, Suênia Sousa destacou a importância dos gestores municipais, na busca da fomentação da economia sustentável.

Atualmente estamos em parceria com Mato Grosso e Mato Grosso do Sul, que são os dois estados onde ficam as áreas alagadas do Pantanal, e após o desastre dos últimos anos, a recuperação econômica de forma sustentável dos municípios é essencial”, apontou Suênia.

A vice-prefeita Giseli Ribeiro, que esteve presente no evento, ressaltou que o município precisa de ações, que beneficiam todos os setores econômicos.

Precisamos tomar decisões que visam beneficiar os moradores de nosso município, e a parceria com o SEBRAE, contribui para fomentar a renda das famílias”, destacou Giseli.

“O que estamos fazendo pelo Pantanal”? Com esse ponto de interrogação, a prefeita Francieli Magalhães Vieira Pires iniciou sua fala, questionando sobre os cuidados que a população tem com o meio ambiente, vinda de comunidade rural, a gestora argumenta que toda a sociedade precisa estar envolvida nas ações de preservação do Pantanal.

Precisamos abraçar a causa, e com esse projeto sendo executado no município, vamos conseguir dar mais chances as pessoas que queiram se qualificar para o mercado de trabalho, que no caso de nosso município, é no setor do turismo, dessa forma, vamos conseguir contribuir diretamente para a preservação de um patrimônio ambiental que é nosso”, afirmou Francieli.

Fotos: Júlio Rocha

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.