ECONOMIA

Proposta de João Batista garante abastecimento da indústria de MT

O parlamentar propõe que apenas 70% das commodities produzidas no estado sejam exportadas
6 de outubro de 20203min
João Batista

O deputado João Batista do Sindspen (Pros), usou a tribuna durante a sessão desta terça-feira (06), para apresentar o seu substitutivo integral ao projeto de lei n° 349/2020. Sua proposição estabelece limites quantitativos para a exportação das commodities produzidas no Estado de Mato Grosso. A iniciativa, segundo o parlamentar, irá fomentar o mercado interno mato-grossense, garantir a matéria prima para as indústrias e gerar novas receitas para estado.

Em sua justificativa, Batista lembra que o estado de Mato Grosso é considerado o “celeiro do mundo”, responsável por abastecer e exportar sua matéria prima para vários países. Entretanto, ele chamou a atenção para o “desabastecimento” interno, que vem causando prejuízos para o setor industrial.

“Parabenizo primeiramente o deputado Wilson Santos por levantar o debate sobre o tema. Este substitutivo integral é apenas a minha parcela de contribuição. Meu principal intuito, após ouvir representantes do segmento, é garantir a manutenção dos trabalhos e fomentar o nosso mercado, o mercado brasileiro. Hoje as indústrias que trabalham com o esmagamento de soja, para produção de farelo, são obrigadas a comprar a matéria prima de países vizinhos, como o Uruguai”, explicou o deputado.

As commodities propostas no projeto de João Batista são: carne bovina, soja, farelo e resíduos da extração de óleo de soja, óleo da soja, milho, suíno, frango, algodão, girassol, ouro em formas semimanufaturadas (para uso não monetário) e demais produtos semimanufaturados. Destes produtos, o parlamentar estabelece que apenas 70% da produção sejam destinados para exportação, garantindo assim os outros 30% para comercialização interna.

Ainda sobre as commodities, o deputado chamou a atenção para o “rombo” financeiro causado com a falta de tributação dos produtos exportados. “Você sabia que o Estado deixa de arrecadar cerca de R$ 6 bilhões, com a não tributação dos produtos produzidos em Mato Grosso? Pois é, este dinheiro poderia ser investido na saúde, na educação, na segurança pública e etc”, finalizou.

Deixe uma resposta


Sobre Nós

CNPJ: 35.582.297/0001-25

Jornalista Responsável

José Maria do nascimento

DRT: 0002633/MT


Contato

Ligue para nós



Mais Lidas

10 de abril de 2021

Proposta de João Batista garante abastecimento da indústria de MT

10 de abril de 2021

Proposta de João Batista garante abastecimento da indústria de MT

10 de abril de 2021

Proposta de João Batista garante abastecimento da indústria de MT