Acusado de cometer latrocínio contra PM em Cuiabá é preso no MS

Sem BANNER

22 de outubro de 2020
Prisão-MS-780x405

O sargento da Polícia Militar Marino Soares foi executado na manhã do dia 8 de março de 2019

Um acusado de cometer o latrocínio [roubo seguido de morte] do sargento da Polícia Militar Marino Soares, de 62 anos, foi preso nesta terça-feira (20), no condomínio conhecido como Carandiru, no Conjunto Residencial Mata do Jacinto, em Campo Gande, Mato Grosso do Sul.

O fato ocorreu após a Polícia Militar descobrir que um suspeito havia sido liberado um dia antes da delegacia e responderia pelo delito de falsa identidade. Diante da situação, iniciaram-se diligências para descobrir a verdadeira identidade do cidadão, sendo identificado como autor de um roubo seguido de morte. Ele estava com um mandado de prisão em aberto.

O sargento da Polícia Militar Marino Soares foi executado na manhã do dia 8 de março de 2019, no bairro Vila Rosa, em Cuiabá. O homem foi atingido por diversos disparos de arma de fogo por dois criminosos que estavam em uma Honda Biz, de cor vermelha. O veículo da vítima, uma EcoSport, placas OBQ-8949, levado pelos criminosos, foi localizado posteriormente.

Um dos suspeitos identificado como Kelvison Richer Silva de Oliveira, de 23 anos, foi preso e confessou os tiros na vítima. No entanto, as armas teriam sido dadas ao comparsa, que fugiu.

travoltajunior


Deixe uma resposta

Curtir isso:

%d blogueiros gostam disto: