Justiça encontra fraude e proíbe divulgação de pesquisa em Sapezal

Sem BANNER

5 de novembro de 2020
Wagner-Sapezal

Justiça sendo feita, o Juiz Eleitoral da 42ª ZE, Daniel de Souza Campos, deferiu a liminar pleiteada pelo advogado Wagner Santos Costa, para determinar a suspensão da divulgação da pesquisa eleitoral, contratada pelo Sindicato Rural de Sapezal, juntamente com a empresa Stratégia e Verum Dados Consultoria.

 O advogado Wagner Santos Costa, que representa a coligação “Sapezal Para Todos”, juntamente com a sua equipe constatou diversas irregularidades, que envolve o desenvolvimento da suposta pesquisa realizada em Sapezal, nos dias 01, 02 e 03.

Os indícios de irregularidades culminaram em investigações, denúncias e registro de impugnação para suspender a divulgação do resultado da pesquisa.

“Propagação de falsas e fraudulentas pesquisas”.

A decisão da Justiça vai de encontro com os anseios populares, que buscam por mudança, baseada na verdade, que resultam em benefícios sociais, já que uma manipulação de dados, podem influenciar na tomada de decisão, que poderá causar danos à curto, médio e longo prazo.

Neste caso, com o deferimento da Justiça, ficou comprovado que as ações pleiteadas e realizadas em parceria entre o Sindicato Rural de Sapezal, juntamente com a empresa Stratégia e Verum Dados Consultoria, não foram respaldadas unicamente com a verdade, transparência e respeito com os eleitores de Sapezal.

 Para o advogado Wagner Santos, a decisão judicial foi, devidamente fundamentada e acertada por parte do magistrado, que acatou o Pedido Liminar para Suspensão da Divulgação de Pesquisa Eleitoral em Sapezal.

“Destaco que existem fortes indícios de irregularidades e manipulação de dados, até mesmo pelo fato, de esta mesma empresa e seu representante legal, já possuírem um extenso currículo desabonador acerca de outras pesquisas eleitorais”, ressaltou Wagner.

“A empresa Stratégia já foi condenada e é investigada por diversas atividades que caracterizam manipulação”.

De acordo com informações de bastidores, a ligação entre o Sindicato Rural de Sapezal, e a empresa Stratégia apresentam fortes indícios, que ligam os interesses da coligação “O Trabalho Não Pode Parar”, encabeçada pelo prefeito e candidato a reeleição Valcir Casagrande.

“Será que vale mesmo enganar o povo para se manter no poder”?

“Confiantes na lisura do pleito eleitoral, bem como na transparência e garantia do Estado Democrático de Direito, informações inverídicas ou carecedoras de verdade foram proibidas de circularem, onde, comprovamos de forma cristalina, todos os fatos junto aos autos. Esclareço ainda que a divulgação de tal pesquisa, poderia não só confundir o eleitor, mas também induzi-los ao voto manipulado, sendo tais condutas vedadas pela Legislação Eleitora”, explicou Wagner Santos.

Por Da Redação
Fotos: Reprodução

Deixe uma resposta

Curtir isso:

%d blogueiros gostam disto: