Abílio denuncia “coação” a servidores e tenta cassar Emanuel

Sem BANNER

23 de novembro de 20206min
4085e811fca18771d2b5c5577f49597f

Em live, Abílio e seu vice, Wellaton, divulgaram fala atribuída a prima do prefeito de Cuiabá

O candidato a prefeito de Cuiabá, vereador Abílio Júnior (Podemos), divulgou neste sábado (21) um áudio atribuído a uma prima do prefeito Emanuel Pinheiro, em que ela supostamente coage servidores da Prefeitura de Cuiabá a fazer campanha pelo candidato à reeleição.

O áudio, que seria de Miriam de Fatima Naschenveng Pinheiro – ex-coordenadora de Saúde da Atenção Básica da Capital -, faz parte de uma ação de investigação judicial eleitoral, em que Abílio pede a cassação da candidatura do adversário.

Segundo Abílio, Mirian, na companhia do servidor Gilson Guimarães de Souza, reuniu servidores comissionados e concursados da Secretaria Municipal de Saúde, na sala da coordenadoria primária e secundária, e ordenou que eles atuassem na campanha de Emanuel. A ação judicial diz que houve “ameaça” e “coação” aos servidores.

“Olha, todo mundo tem benefício. Então tem que lutar agora. Aqui ninguém tira prêmio por você chegar 15h. Seu voto é abrir a boca. Ano que vem, com aquele ‘louco’, todo mundo vai para rua”.

“A maioria aqui tem emprego, todo mundo tem benefício, todo mundo entra a hora que quer, ninguém cobra nada de vocês, horário, todo mundo tem horário para colégio, todo mundo tem benefício aqui. Então a gente tem que lutar agora, não é isso de entre o bem e mal, não. É política e antipolítica, porque ele está sendo antipolítico, você entendeu?”, consta em trecho do áudio atribuído a Mirian.

A mulher pede ainda para que os servidores atuem pedindo votos para Emanuel após o expediente.

 

“Não tem filho pequeno, tem o marido (traz o marido), tem a mulher… paga, tem vó, a criança não vai ficar, não tem Conselho Tutelar que vai tirar a criança de vocês por 13 dias tá, não tem marido ciumento, não tem nada, vamos para a rua mesmo”, disse.

 

No áudio, a mulher ainda fala que existe uma espécie de coordenadoria de campanha que atuará junto aos servidores.

 

“Gente, eu vou ser uma pedra no sapato de vocês, me desculpa. Nós vamos andar no Santa Isabel, fechou Santa Isabel. “Ah, eu quero ficar lá no meu bairro, lá no Novo Horizonte”. Não, o nosso itinerário é hoje no Santa Isabel, é a região norte, vai fazer lá”.

“Região oeste vai ter um coordenador que vai ficar de olho na equipe, tá. Então nós vamos dividir, pode até falar ‘Erica mora lá no norte, ela pode ir pra lá’; ‘Gilson, a Erica está indo aí pra ficar com sua equipe aí, dá presença pra Erica, tá”.

A denúncia foi feita por meio de live transmitida pelo Facebook, neste sábado (21).

 

“Eu tenho a raiva desse pessoal de baixo nível, a ponto de mandar a mulher deixar o filho em casa por 13 dias. Eu fico indignado, incomodado”, disse Abílio.

 

“É inadmissível um servidor ser tratado dessa forma. Coagir, fazer listinha, obrigar a deixar o filho em casa. Sem o pai e mãe. É inadmíssivel esse tipo de comportamento da prima do prefeito. […] Se você for chamado para alguma reunião política, você não precisa fazer isso. Denuncie”, disse o candidato a vice, Wellaton.

 

Representação eleitoral

 

Abílio e Wellaton usaram o áudio para ingressar com uma ação de investigação judicial na 39ª Zona Eleitoral, em desfavor de Emanuel – veja documento na íntegra AQUI.

 

A ação, assinada pelos advogados Alexandre Cesar Lucas, Gustavo Antonelli e Amir Saul Amiden, pede a cassação do registro de candidatura e a declaração de inelegibilidade por 8 anos de Emanuel, bem como de seu vice José Roberto Stopa (PV) por conduta vedada.

 

“Somente a cassação do registro de candidatura do político usurpador da esperança do povo e a sua consequente inelegibilidade são capazes de restaurar a dignidade da coisa pública e trazer reflexos positivos para o cidadão e isto, é o que ao final requer-se”, consta em pedido.

 

Ainda é pedido a investigação da conduta de Mirian e Gilson e ao pagamento da multa no valor de 100 mil UFIR.

travoltajunior


Deixe uma resposta


Sobre Nós

CNPJ: 35.582.297/0001-25

Jornalista Responsável

José Maria do nascimento

DRT: 0002633/MT


Contato

Ligue para nós



Mais Lidas

5 de maio de 2021

Abílio denuncia “coação” a servidores e tenta cassar Emanuel

5 de maio de 2021

Abílio denuncia “coação” a servidores e tenta cassar Emanuel

5 de maio de 2021

Abílio denuncia “coação” a servidores e tenta cassar Emanuel